0,0 mm
14,9°C
 
Termômetro do Varejo
Facebook divulga tendências para o marketing até 2020
Comentários da matéria Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
Atualizado em  |  05/05/2017 10:24
Perfil
Leila Longo Romão
leilaromao@conection.com.br

Graduada em Administração, com pós-graduação em Marketing e Vendas. Iniciou sua vida profissional como bancária do antigo Bamerindus, também atuou como professora e desde 1991 é empresária do ramo de confecções, na área industrial e lojista. Foi presidente da CDL Caçador durante quatro anos e atualmente é presidente distrital da FCDL/SC. A coluna Termômetro do Varejo traz análises de pesquisas do setor, além de orientação para os empresários lojistas, comerciantes e comerciários em geral.

Termômetro do Varejo 165

Nos próximos 36 meses, ao menos 85% dos serviços de atendimento ao consumidor serão realizados sem a presença de seres humanos. Pelo menos é o que indica o “Shifts for 2020”, estudo desenvolvido pelo Facebook IQ, com o objetivo de apontar as principais tendências em marketing e comunicação para o próximo três anos.

O levantamento aponta que, pela primeira vez, o número de pessoas na internet será maior que aquelas sem acesso ao mundo online, ou que até lá existirão mais pessoas com celulares do que com água corrente ou energia elétrica em casa. Outros resultados:

Identidades omniculturais – Cada vez mais as pessoas rejeitarão os limites e barreiras tradicionais, aderindo a novas maneiras de autoidentificação mais personalizadas, complexas e fluidas.

Novas negociações – Vamos entrar em uma nova era de negociação contínua, pois a tecnologia permite novas possibilidades, controle e vantagens para empresas e pessoas. Com isso, as pessoas esperam cada vez mais das empresas, como melhorias em experiências móveis e atendimento ao cliente. Ao mesmo tempo, a aceitação das pessoas no aumento de preços demonstra uma vontade crescente de pagar mais por conveniência.

Envelhecimento da sociedade- As pessoas expandem suas perspectivas sobre o envelhecimento e a chamada terceira idade, até 2020, deve se encontrar vivendo vidas mais saudáveis, conectadas e que se consideram bem sucedidas. E graças às conexões sociais habilitadas pela tecnologia, as pessoas não só viverão melhor, mas também mais.

Fonte: Portal Varejista


09/08/2017 18:26
Como reduzir custos na empresa sem promover demissões
Leila Longo Romão
03/07/2017 13:46
Hora da Razão
Leila Longo Romão
27/06/2017 09:44
Seis motivos para investir em programas de fidelidade
Leila Longo Romão