Despertar 4.0
Palestrante explica como entender a indústria avançada
Evento tem continuidade hoje e visa mostrar os impactos da evolução tecnológica
Comentários da matéria Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
Caçador Online  |  23/11/2016 13:04

As novas tecnologias estão causando impactos no mundo do trabalho como nunca antes. Essa evolução e as tendências do mundo moderno foram temas da palestra Desperta 4.0 realizada em Caçador na noite desta terça-feira, 22, no auditório do Sesi. O palestrante, Jefferson de Oliveira Gomes, diretor regional do Senai de Santa Catarina, conversou com a imprensa antes do evento.

foto1
clique na foto para ampliar

Rogério Mattos (diretor do Senai Caçador), Gilberto Seleme (vice-presidente regional da Fiesc) e Jefferson de Oliveira Gomes (diretor regional do Senai)

Jefferson é consultor da Unesco no assunto e um dos principais experts brasileiros sobre o tema. Ele comenta que esta é a primeira geração que está chegando ao mundo do trabalho e que não sabe o que é a vida sem Internet. Explicou como aproximar a outra geração que está sendo excluída desse mundo tecnológico no processo que denomina "despertar".

foto2
clique na foto para ampliar

"Hoje nós temos aproximadamente 3,5 bilhões de pessoas com carteira assinada ou contrato, e destas 1 bilhão já estão em profissões que não existiam antes de 2011. O mundo do trabalho está modificando drasticamente. Precisamos mudar o ensino ao jovem, cujo modelo tradicional não está preparado para este mundo conectado", destaca.

Como exemplo, ele cita que 40% da população jovem é evadida da escola, supondo ser o reflexo do velho e tradicional modelo de ensino que já se encontra ultrapassado. Pelo Senai, Jefferson destaca que a tendência vem sendo acompanhada. "Hoje, 89% dos egressos do Senai estão empregados mesmo diante da crise", exemplifica.

 

A indústria segue a evolução

O vice-presidente regional da Fiesc, Gilberto Seleme, observa que a indústria está interessada em acompanhar a evolução do mercado de trabalho. Ele lembra que os tempos mudaram desde a Globalização, e que agora as indústrias devem se adaptaram para concorrer no mercado.

"O que antes levava quatro meses, hoje leva apenas quatro dias. Então a indústria tem que ter talentos e se atualizar, e o empresário quer acompanhar esta evolução que está acontecendo no mundo. Por isso a Fiesc está trazendo essas ferramentas, como o Jefferson", pondera.

Sobre o evento

O objetivo do Despertar 4.0 é sensibilizar empresários e trabalhadores catarinenses para a nova onda da Revolução Industrial, que ganha denominações como indústria 4.0, internet industrial, indústria avançada ou manufatura avançada.

No encontro, que acontece ainda hoje, 23, no Senai, serão apresentados os desafios e oportunidades trazidos por este recente fenômeno econômico e social. Também serão realizados cursos especiais direcionados a adolescentes, mulheres e profissionais a partir de 40 anos.

Comentários (0)
 
Deixe seu comentário
Os comentários não representam a opinião do Portal; a responsabilidade é do autor da mensagem. Comentários com ofensas pessoais, publicitários, de cunho político e palavras de baixo calão serão excluídos.
* Identificação:
* Comentário:
 
 
Crime - 25/02/2017 16:41
Duas jovens são assaltadas na avenida Salgado Filho
Os bandidos cometeram o crime armados com um revólver e uma faca
Seminário - 25/02/2017 16:18
Semad é sucesso de público em Fraiburgo
Mais de 500 pessoas marcaram presença na palestra de abertura
Calendário - 25/02/2017 15:53
Divulgado cronograma do processo seletivo de Bombeiro Mirim
Os candidatos devem ficar atentos às datas. O resultado final sairá no 3 de março
Polícia Civil - 25/02/2017 14:27
Investigação identifica nova testemunha do caso Natiele
O delegado Ronnie Esteves afirma que o depoimento é de grande valia para inquérito
Polícia Militar - 25/02/2017 09:06
Operação de Carnaval tem início em Caçador
Diversos bares e similares foram fiscalizados; a ação durou cinco horas
Crime - 24/02/2017 22:48
Amarok roubada em Caçador é recuperada após troca de tiros
O motorista que estava sendo perseguido abandonou o veículo e fugiu em um matagal
Saída de pista - 24/02/2017 22:33
Caminhão tomba e curioso aciona os bombeiros 4 horas depois
A emergência foi acionada desnecessariamente cerca de quatro horas depois
Câmara - 24/02/2017 20:23
PM apresenta proposta para diminuir número de pertubações do sossego
Major defendeu a ideia da PM atuar com poder de Polícia Administrativa