Caçador

Conselho quer passe livre para pessoas com deficiência

O objetivo é igualar os benefícios da legislação caçadorense com a nacional

Representantes do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência estiveram debatendo a possibilidade de que a lei de Caçador se iguale a legislação nacional, possibilitando o passe livre para estas pessoas. O vice-prefeito, Alencar Mendes, esteve presente no encontro, que ocorreu nesta quinta-feira, 18.

“Vamos criar uma comissão para estudar a viabilidade. Estudar junto com a empresa de transporte coletivo e também o impacto econômico que pode gerar ao município. Vamos trabalhar para melhorar a mobilidade das pessoas com deficiência”, destaca Alencar.

O presidente do Conselho da Pessoa com Deficiência e psicólogo da APAS, Paulo Assis destacou como positiva a reunião. “Hoje já temos aproximadamente 295 cidadãos com a passe, mas teríamos em torno de 900 pessoas atingíveis. Por isso, apresentamos o projeto onde quem tiver os laudos e renda de até 1 salário mínimo por pessoa da família tenha o direito de se deslocar com a gratuidade da tarifa de ônibus. Saímos bem confiantes desta reunião”, concluiu.



Comentários (0)


Deixe seu comentário