Cultivo

Epagri de Caçador lança livro sobre produção integrada de tomate

A obra é resultado de mais de 12 anos de pesquisa, reunindo várias informações

A Estação Experimental da Epagri de Caçador lançou na última quarta-feira, 6, o livro “Sistema de produção integrada para o tomate tutorado em Santa Catarina”. A obra é resultado de mais de 12 anos de pesquisa, reunindo informações de tecnologias desenvolvidas e aperfeiçoadas ao sistema de cultivo. O lançamento do livro foi prestigiado por autoridades, técnicos agropecuários e tomaticultores da região Meio-Oeste do Estado.

De acordo com o engenheiro agrônomo Walter Becker, autor do livro junto com mais oito pesquisadores da Epagri, a obra é resultado da homologação das normas técnicas do Sistema de Produção Integrada do Tomate Tutorado (Sispit) pelo Ministério da Agricultura no fim do ano passado. “Estamos recebendo a bandeirada da chegada ao nosso objetivo que é levar aos agricultores as normas técnicas da produção integrada, que serão referência em todo Brasil para o cultivo de tomate de mesa”, afirma.

Dirigido a produtores e técnicos, o livro tem 151 páginas com informações sobre escolha da área, uso de coberturas, manejo do solo, adubação, irrigação, fertirrigação e manejo da cultura. Também aborda distúrbios fisiológicos e controle das principais pragas, bem como a tecnologia de aplicação de produtos fitossanitários, incluindo colheita, beneficiamento, rotulagem e custo de produção.

Para o gerente da Estação Experimental de Caçador, Renato Vieira, a obra tem papel fundamental para reforçar a necessidade de priorizar a produção integrada, sistema que resulta em lucratividade ao produtor, segurança alimentar ao consumidor e preservação do meio ambiente. “A publicação do livro vai ajudar muito no próximo passo que é a extensão rural, ou seja, fazer essas informações chegarem ao produtor e que ele adote o sistema integrado”, analisa.

Entre as autoridades que prestigiaram o lançamento do livro “Sistema de produção integrada para o tomate tutorado em Santa Catarina” estavam o diretor de Ciência, Tecnologia e Inovação da Epagri, Luiz Antonio Palladini, o secretário executivo da ADR de Caçador, Imar Rocha, a coordenadora da Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Cristiane Driessen, entre outras.

Autores: Walter Ferreira Becker (coordenador), Anderson Fernando Wamser, Anderson Luiz Feltrin, Atsuo Suzuki, Janaína Pereira dos Santos, Janice Valmorbida, Leandro Hahn, Leandro Luiz Marcuzzo e Siegfried Mueller.

Tomate em SC

Em Santa Catarina, dados do IBGE estimam a área de cultivo de tomate em 2.693 hectares, uma produção de 186.802 toneladas e rendimento médio de 69.366 quilos por hectare, posicionando o Estado como 6º produtor nacional.

A região Alto Vale do Rio do Peixe detém 51% da área plantada e 64% da produção, principalmente nos municípios de Caçador, Lebon Régis, Macieira e Rio das Antas.



Comentários (0)


Deixe seu comentário