Manifestação

Marcos Creminácio defende maior valorização dos professores

Vereador abordou o tema na sessão desta terça, que antecede o Dia do Professor

“Uma sociedade que não cuida da educação e não valoriza seus professores é uma sociedade que está, por si só, derrotada”. Esta afirmação foi feita pelo Vereador Marcos Creminácio (PDT) nesta terça-feira (10), na Câmara Municipal, durante a sessão ordinária que antecede o Dia do Professor, celebrado no próximo domingo (15).  O parlamentar, que também é educador, fez uma reflexão sobre o atual cenário educacional do Município e lamentou a desvalorização do professor ao longo dos anos, que tem feito com que a maioria das pessoas se desinteresse pela profissão de professor.

Creminácio criticou o modelo de formação dos profissionais desta área, especialmente na modalidade não presencial para os estudantes recém-formados no Ensino Médio. Para ele, a maioria das carreiras dos professores do magistério se dá pelo ensino à distância, o que acaba prejudicando o processo de aprendizagem destes, e posteriormente dos seus alunos. “Para quem já possui uma graduação não vejo grandes problemas de fazer uma segunda à distância, mas o que me preocupa são os jovens que muitas vezes saem de um Ensino Médio deficitário para um ensino superior à distância, e em seguida vão para a sala de aula”, disse.

Sobre o papel do Poder Público neste processo, Creminácio lembrou que o Governo do Estado prejudicou ainda mais os professores que mexer no Plano Estadual de Educação, criado em 1986. Já na esfera Municipal observou uma melhora nas questões que envolve a carreira desses profissionais, mas ainda longe da realidade desejada. “Um professor, para cursar mestrado, precisa investir em torno de R$ 50 mil, no entanto seu retorno financeiro será um acréscimo salarial de R$ 300 reais muitas vezes, ou seja, valor menor do que renderia caso este dinheiro estivesse na poupança”.

Creminácio lembrou ainda que no domingo passado houve concurso público para a rede estadual, com o salário inicial para professor com carga horária de 40h semanais é de R$ 2.300,00, enquanto no estado do Paraná, por exemplo, o salário inicial beira os R$ 4.700,00.

“Além das questões financeiras, temos hoje professores desmotivados em sala de aula porque sofrem com a violência da sociedade. Além disso, se olharmos para as nossas escolas, tanto em Caçador quanto nos demais municípios do Estado, não veremos muitas perspectivas do ponto de vista educacional e isso reflete na aprendizagem das nossas crianças que, em muitos casos, passam de uma segunda serie primária sem saber a tabuada ou chegam no sexto ano semianalfabetas”, afirmou, salientando ainda o desinteresse dos pais que não acompanham e se eximem da responsabilidade na formação dos seus filhos.

Marcos informou ainda que iniciou um estudo sobre o Plano Municipal de Educação e nos próximos dias apresentará os resultados. “Temos um ofício do Tribunal de Contas para que se discuta o orçamento (PPA) dentro deste Plano, visando, além de outras coisas, fiscalizar o professor e a gestão da escola quanto o ensino aprendizagem e a Secretaria de Educação quanto ao fornecimento dos mecanismos necessários para a qualidade na Educação”, completou.

 

Sirley também enaltece o tema

Em seguida, o tema foi abordado pela Vereadora Sirley Ceccatto (PSDB), que solicitou a Creminácio a sua participação nos estudos referentes ao Plano de Educação. Ela enalteceu também a importância de se debater a Educação e buscar mecanismos para melhorá-la. 



Comentários (1)

Prof Anastacia

12/10/2017 00:48

Marcos....a luta é incansável, sempre. Bom ter pessoas como vc, na educação caçadorense. Porém, apesar dos inúmeros entraves que ao logo dos anos enfrentamos, o município de Caçador tem investido mto, em comparação a outros centros até maiores, principalmente em qualidade de palestrantes em Formação Continuada. Que a luta continue, sempre. Em 30 anos de Prefeitura de Caçador, prestei minha colaboraçao como professora, mas cresci muiti com asvmelhiruas, ao longo dos anos. Que continuem as lutas, os que não se cansam em busca de melhorias aos professores e escolas, as quais são lentas, mas pude perceber , crescer e melhorar profissional e pessoalmente. E nós, inclusive vc, continuamos de parabens, pois quem passa pelas mãos dos professores é visível na sociedade. Que continuar tendo professor também como vereador! Quem exerce tem conhecimento da real pratica de campo, árdua, mas com seu valor.

Deixe seu comentário