Novembro Azul

Urologista fala sobre os principais cuidados com a saúde do homem

Ricardo Burkle alerta para o câncer de próstata, de pênis e outras doenças

O mês de novembro é dedicado ao combate às doenças que acometem o homem, com foco principal no câncer de próstata. A doença é o segundo tipo de câncer que mais mata os homens. Nas fases iniciais, ele não dá sintomas, mas com o tempo o tumor cresce e pode provocar sangramento, obstrução do jato urinário e dor pélvica.

Segundo o urologista Ricardo Rigo Burkle, que atende em Caçador, estima-se que 69 mil novos casos de câncer de próstata surjam a cada ano no Brasil – isso significa que 0,8% dos homens terão a doença. O médico especialista alerta para o fato que este câncer só apresenta sintomas quando já está em fase avançada.

“O câncer inicia na parte de trás da próstata, e nas fases iniciais não gera qualquer desconforto ou dor. Até que ele dê os sintomas, já estará bastante avançado. Por isso, insistimos que o exame deve ser feito para descobrir o câncer precocemente. Se diagnosticado no início, as chances chegam a quase 100% de cura”, explica.

Ricardo esclarece que o Novembro Azul, campanha que iniciou em 2009 e tem abrangência mundial, serve de conscientização para a saúde do homem de uma forma geral, para todas as doenças do homem. Todavia, como os índices de câncer de próstata são preocupantes, e os homens ainda têm certo receio em fazer os exames, esse se tornou o foco principal.

“O homem tem que aprender a ter mais cuidado. Não para menos que existem mais viúvas do que viúvos (risos). O fato é que os homens morrem mais cedo porque não se cuidam. Levamos o carro à oficina para fazer manutenção, mas ignoramos a própria saúde que é mais importante”, acrescenta o urologista.

 

Quem deve fazer o exame?

O diagnóstico do câncer de próstata é feito através do PSA (exame de sangue) e do exame de toque retal. O PSA não elimina o teste físico. Os dois exames se complementam.

Conforme explica o urologista Ricardo Burkle, todos os homens acima de 40 anos que apresentam sintomas devem procurar fazer os exames. Mesmo sem sintomas, após os 45 anos o exame deve ser feito anualmente.

“Os homens que têm histórico familiar de câncer de próstata devem ficar atentos, pois o risco de desenvolvê-lo é muito maior. Nestes casos, orientamos a pessoa a fazer o exame já a partir dos 40 anos, pois a doença é altamente hereditária”, salienta.

Os pacientes de raça negra têm de duas a três vezes mais chances de desenvolver a doença que as demais raças, e o câncer costuma a ser mais agressivo, segundo o urologista.

 

Câncer de pênis

Outro assunto que ganha relevância no Novembro Azul é o câncer de pênis. De acordo com o especialista, o Brasil é um país que tem uma taxa de câncer de pênis muito elevada.

“Por ano, são registrados cerca de quase mil novos casos desse tipo de câncer, ou seja, quase mil homens perdem o pênis todos os anos no Brasil. A prevenção é a higiene: água e sabão. Deve-se lavar bem, por baixo da pele, todos os dias, a fim de evitar infecções que possam resultar neste mal”, disse Ricardo.



Comentários (1)

Caçadorense

14/11/2017 14:37

Dr.Ricardo é um ótimo médico.profissional.educado e ser humano.

Deixe seu comentário