Bloqueios

ADR debate ações para minimizar impactos da crise

O coordenador regional de Defesa Civil, Anderson Veríssismo, conduziu a reunião

A Agência de Desenvolvimento Regional (ADR) participou na tarde de quinta-feira, 24, de reunião do Grupo de Ações Coordenadas no Centro Regional de Defesa Civil em Caçador. O objetivo foi debater ações para minimizar os impactos da greve dos caminhoneiros.

A reunião foi conduzida pelo coordenador regional de Defesa Civil, Anderson Veríssimo, e pela secretária executiva da ADR, Girlene Borsoi. Também participaram do encontro todos os gerentes da ADR e representantes dos órgãos estaduais como Polícia Militar, Polícia Civil, Epagri, Cidasc, Celesc, Casan, Fazenda, Bombeiros, Samu, IGP, Deinfra, Fatma, entre outros.  

Na ocasião, os representantes relataram as situações adversas devido ao bloqueio das rodovias. A principal preocupação levantada pelo GRAC foi a falta de combustível para viaturas da polícia e ambulâncias dos bombeiros e Samu.

Outra demanda apontada foi o desabastecimento de ração para aviários e granjas de suínos da região. “Essa é uma das funções das bases regionais de Defesa Civil, de gerenciar situações de crise e minimizar os impactos para a sociedade catarinense”, explica Anderson.

O Grupo de Ações Coordenadas (GRAC) no Centro Regional de Defesa Civil em Caçador está interligado com o Cigerd em Florianópolis que está coordenando as ações referentes à paralisação dos caminhoneiros.



Comentários (0)


Deixe seu comentário