Debate

Vereadores cobram medidas para normalizar o abastecimento de água

A falta de abastecimento persiste por diversos dias em alguns bairros da cidade

A falta constante de água nos últimos dias em Caçador foi amplamente debatida pelos vereadores durante sessão ordinária desta segunda-feira (5). Os parlamentares se mostraram preocupados com a situação e cobraram medidas por parte do Executivo para que a empresa responsável pelo sistema cumpra com suas obrigações no que se refere ao abastecimento de água.

Primeiro a se manifestar, Marcos Creminácio se lamentou a situação, afirmando que a maior prejudicada é a comunidade. Disse ainda que pretende atuar com firmeza na fiscalização dos serviços que serão prestados pela BRK Ambiental (vencedora da licitação e que começa a operar o sistema no município) para que cumpra com suas obrigações contratuais, evitando situações similares ao que ocorreram com a Casan ao longo dos anos, além de cobrar o sistema de saneamento.

O vereador Neri Vezaro relatou que nos últimos dias foi procurado por diversos moradores relatando o problema. Lembrou que em locais como o Loteamento Menegazzo, a população está sem água desde a quinta-feira passada e que esta situação se repete em outros pontos da cidade. “Estamos nos aproximando do verão e o consumo de água aumenta significativa, será que a Casan se preparou para este alto consumo? Fica o alerta para que a Prefeitura e a empresa agora responsável se atentem a esta questão”, disse.

Os Vereadores Moacir D’Agostini, Adriano Pares e Paulo Jarschel também foram procuradores pela população e cobraram que este problema seja solucionado o mais breve possível.

O Presidente Rubiano Schmitz lembrou que o lucro líquido da Casan em Caçador se aproxima dos R$ 800 mil mensais, lamentando que em 40 anos muito pouco foi investido no município. Lembrou ainda que existe a necessidade de investimentos imediatos de aproximadamente R$ 12 milhões para manter o sistema de abastecimento de água normalizado, e que mesmo sabendo dessa necessidade a Casan não o fez. “Infelizmente temos a previsão de um dos verões mais seco dos últimos anos e Caçador vai sofrer com a falta de água, especialmente pelo sistema sucateado que temos. A Casan utilizou o dinheiro arrecadado aqui para bancar cidades que não tem estrutura, e a nossa população pagará o preço”, completou.



Comentários (9)

.....

07/11/2018 17:44

Saulo faça um acordo com a casan e deixa eles ficar,por favor ,eles abaixam o preço e mandam água ,deixa eles .A outra e´bem pior ....

caçadorense

07/11/2018 13:12

so´ agora viram que esta deste jeito este problema vem se arrastando a muito tempo e todos que estao na camara de vereadores o prefeito e vice sabem disso. a pergunta é porque será que nao tomaram medidas preventivas a evitar toda esta calamidade que esta enterrada a nossa cidade.

cesa

07/11/2018 13:01

Bla Bla e o que sera efetivamente feito para proteger os municipes ? Conversa fiada Indicaçoes de nomes de ruas nomes de bairros e isso tudo e facil fazer Quero ver resolver nosso problema . Na verdade tiveram a chanse de fazer antes desses problemas todos e nao fizeram tanto a administraçao passada quanto essa Como falei BLA BLA BLA e mais BLA BLA BLA

analista

07/11/2018 10:59

sera que alguem pode me dizer que horas vai voltar a agua porque tem muitas pessoas nessecitando não tem agua nem para beber

Querosene

07/11/2018 09:52

Por que os senhores vereadores não vão até o estabelecimento verificar o que ocorre fala da cadeira de couro na câmera e fácil

Sorgatto

07/11/2018 08:37

Casan Bandida!

P..M..unícipes

07/11/2018 08:11

Mandem a PM para desocuparem as instalações do saneamento do município!

Munícipe

06/11/2018 19:23

Esta é uma boa razão para existência e atuação da Câmara de vereadores, desde que façam o melhor para a população e não para seus interesses particulares!

Feliz

06/11/2018 19:13

E vcs acreditam que essa ai fará muita diferença, pode ser que agora no inicio para mostrar algum serviço até faça, mas a médio e longo prazo será só mais uma sugadora e pior ainda o lucro irá para São Paulo e políticos.

Deixe seu comentário