Caçador

Homem preso no domingo vai responder por tripla tentativa de homicídio

Michel Perego é acusado de ferir a ex-companheira e dois policiais militares

Michel Perego, preso no domingo passado acusado de ferir a ex-companheira e dois policiais militares, em Caçador, foi indiciado por tripla tentativa de homicídio, segundo a Polícia Civil. O fato causou grande comoção na cidade em razão da violência praticada pelo autor.

Conforme a polícia, o homem, a mulher e o filho do casal de 6 anos estavam em um veículo Golf quando Michel teria agredido a ex-companheira. Ela tentou saltar do carro, mas acabou sendo arrastada pelo veículo por cerca de 300 metros na rua Victor Baptista Adami. Segundo a polícia, o homem teria segurado a mulher pelos cabelos e só parou o carro após colidi-lo em um muro.


Golf ficou destruído após colidir no muro

Após a colisão, o homem pegou o filho do casal, de 6 anos, e fugiu com um caminhão. A Polícia Militar foi acionada e localizou o veículo, mas o motorista não acatou a ordem de parada. Na rua Domingos Sorgatto, próximo ao posto Delta, Michel deu a ré no caminhão e atingiu uma viatura da PM, fazendo-a capotar quatro vezes em um barranco. A cena foi registrada por câmeras, assista:

 

Logo em seguida, Michel foi rendido e preso em flagrante ainda no local. No caminhão, a polícia apreendeu duas facas e uma munição calibre 7.62 de uso restrito.

O filho do casal, que estava no caminhão, foi resgatado sem ferimentos e encaminhado ao hospital Maicé em razão do nervosismo.

Os policiais militares que estavam na viatura capotada sofreram ferimentos, mas passam bem.

Já a ex-companheira sofreu diversas escoriações pelo corpo e continua hospitalizada. Seu estado de saúde é grave, mas ela não corre risco de morte.

Michel é indiciado por vários crimes

O caso foi entregue à Polícia Civil. Segundo o delegado Adriano Delfino Moreira, que concedeu entrevista a nossa reportagem, o homem foi indiciado por diversos crimes: tentativa de feminicídio contra a ex-companheira, tentativa de homicídio contra os dois policiais militares, e porte ilegal de munição de uso restrito. Ele também irá responder por dano ao patrimônio público uma vez que danificou a viatura.

“São vários crimes que ele foi indiciado. Representamos pela sua prisão preventiva perante ao Poder Judiciário e agora ele vai responder o processo preso. No interrogatório, ele exerceu o direito ao silêncio. Ainda falta ouvirmos a vítima, que continua hospitalizada, e algumas testemunhas para concluir o inquérito”, destaca.

Término do relacionamento

Para a polícia, a motivação do crime não ficou completamente esclarecida uma vez que a vítima ainda não pôde prestar depoimento. Mas, segundo informações preliminares, o crime pode ter tido relação com o fim do relacionamento.

Segundo apurou a investigação, eles teriam se separado há dois meses, mas Michel não teria aceitado o término do relacionamento, razão pela qual teria procurado a casa da vítima na noite dos fatos.

Ainda de acordo com a polícia, Michel já tinha passagens pela polícia. Em 2015, ele foi preso em flagrante após dar uma facada em um policial militar. Clique aqui e leia a reportagem.

Bombeiros flagraram o crime

Além do atendimento à vítima, os Bombeiros Voluntários de Caçador tiveram papel fundamental na prisão do autor e no resgate do filho do casal. Os bombeiros, cuja central fica próximo à casa da vítima, flagraram o veículo arrastando a vítima, e imediatamente acionaram a PM, que localizou o caminhão logo em seguida.



Comentários (4)

Reincidente

06/02/2019 09:36

Meu Deus, já havia esfaqueado um policial em 2015. O que que é isso, gente!!!

come que tava solto

06/02/2019 09:00

come que tava solto ainda.

BamboNa e bodao

06/02/2019 02:34

Mais loko q nois e q o Fábio Assunção

Leitor

05/02/2019 21:05

Valentão o tchô!! Ora essa, "não aceitar fim do relacionamento', bem coisa de piá...

Deixe seu comentário