Odontomóvel

Aprovado pedido para reativação de programa de saúde bucal

O objetivo é prevenção de doenças causadas pela falta de escovação adequada

O restabelecimento do programa “Mantendo Sorrisos”, que visa o atendimento bucal aos alunos das escolas públicas municipais, com o suporte do “Odontomóvel” (veículo equipado para atender os estudantes), foi sugerido pelos Vereadores Cleony Figur (PSD) e Paulo Jarschel (MDB) durante sessão ordinária nesta segunda-feira (12) na Câmara Municipal de Caçador.

Cleony destacou que o programa existia no Município, com a participação efetiva de técnicos de saúde bucal e odontólogos, mas acabou sendo desativado há algum tempo. “São ações preventivas que visam orientar esses estudantes no que se refere à saúde e higiene da boca, evitando, além de problemas como cáries, gengivite eperiodontite, o desencadeamento de disfunções digestivas, imunológicas e até cardíacas, já que as bactérias localizadas na boca podem migrar para outros órgãos, através da corrente sanguínea. Essa indicação tem o intuito de chamar a atenção do poder público para a retomada deste importante serviço”, afirma a vereadora.

Paulo Jarschel, que atuou neste programa por 10 anos, também destacou a importância da orientação aos alunos, haja vista que na idade entre seis meses e 12 anos há a formação e troca da dentição da criança, onde os dentes são mais frágeis e vulneráveis às doenças. “Estudos apontam que, pelo menos uma escovação bem-feita ao dia ajuda a prevenir problemas bucais, e esse trabalho fazia isso. Inclusive muito pais nos questionam do porquê de hoje não existir mais este trabalho nas escolas”, destaca.

Segundo ele, o programa recebia incentivos do Governo Federal através de recursos por criança cadastrada, gerando assim custo mínimo à municipalidade. “Elas recebiam um kit com escova, creme e fio dental, juntamente com livros educativos. Já em nossas palestras, mesclávamos as informações teóricas com atividades práticas envolvendo a revelação de placa, escovação e aplicação de flúor. Esse trabalho era continuado através dos professores e a cada três meses retornávamos à escola para a troca das escovas e nova etapa de orientações”.

Paulo destaca ainda a realização do controle do flúor na água, através de amostra efetuadas em cinco pontos da cidade e enviada ao LACEN (Laboratório Central de Saúde Pública). “O flúor, adicionado na água pode ser ingerido pelo ser humano, pois fortalece o esmalte do dente sem trazer prejuízos ao organismo”, completa.



Comentários (1)

Professora

13/02/2019 17:54

Parabéns, mas tem que ser também nas Escolas Estaduais.

Deixe seu comentário