Estudo

Análise da Fiesc mostra a deterioração de rodovias

Vários trechos de rodovias na região de Caçador estão em situação precária

Novo estudo da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) avaliou 19 rodovias estaduais que cortam as regiões Oeste e Contestado e revela que a situação de boa parte dos trechos é de deterioração acelerada. O trabalho foi apresentado em Chapecó, nesta sexta-feira (12), em reunião com lideranças industriais e políticas da região.

No caso das rodovias do Contestado, a SC-135, no subtrecho de Porto União a Matos Costa, está em péssimo o estado de conservação e manutenção. Os subtrechos Matos Costa, Calmon e Caçador apresentam trincamentos e desagregações do pavimento em vários segmentos.

Em diversos trechos, a SC-350 apresenta trilhas de roda, trincamento e desagregação do pavimento, especialmente no subtrecho da BR-153 (Herciliópolis) à Taquara Verde. A SC-350 é uma rodovia importante, pois faz a interligação das BRs-116 e 153/SC.

O estudo, realizado pelo engenheiro Ricardo Saporiti, mostra que a falta de um programa de conservação e manutenção contínua das rodovias resulta em desgaste da malha, condição que exige elevados investimentos para restauração. Há anos a FIESC acompanha a situação das estradas catarinenses e alerta para a urgência de investimentos. As análises estimam que são necessários R$ 150 milhões por ano para manter os quase 5 mil quilômetros de rodovias pavimentadas e os 1,2 mil quilômetros não pavimentados que integram a malha estadual.

Confira a situação das rodovias da nossa região:

SC-355: Lebon Régis/Fraiburgo/Videira
Situação: bastante degradada

SC-135: Porto União/Matos Costa
Situação: estrada em péssimo estado de conservação e manutenção.

SC-135: Matos Costa/Calmon/Caçador
Situação: apresenta trincamento e desagregação do pavimento em vários segmentos.

SC-135: Caçador/Rio das Antas/Videira
Situação: comprometimento de alguns trechos

SC-350: Taquara Verde/BR-153 (Herciliópolis)
Situação: apresenta trilhas de rodas, trincamento e desagregação do pavimento em vários segmentos.

SC-350: Lebon Régis/Caçador/Taquara Verde
Situação: apresenta trilhas de roda, trincamento e desagregação no pavimento em vários segmentos.

SC-350: Santa Cecília/Lebon Régis
Situação: apresenta trilhas de roda, trincamento e desagregação no pavimento em vários segmentos.

SC-452: Fraiburgo/Monte Carlo/BR-470 (Brunópolis)
Situação: a situação do revestimento asfáltico está bastante comprometida. Apresenta trincamentos e desagregações do pavimento, bem como buracos,afundamentos e trilhas de roda.



Comentários (7)

Leitora

13/04/2019 10:57

Pedagio ???????Senhor Jesus ja pagamos muito imposto e nao temos nenhum retorno .E obrigacao do estado manter as estradas em OTIMO estado de consrvacao .Aos deputados que facam sua parte ,busquem melhorias .Faca por merecer o otimo salario que recebe ,afinal o povo paga muito e calado .Chega de de pagar imposto e nao ter retorno .

Dr Pacheco

12/04/2019 21:13

Precisava de analise?? ... o problema é que esta assim a muito tempo e os nossos "eleitos" pelo andar da carruagem estão mais preocupados com reeleições do que com esses problemas que se agravam ano a ano...

billy

12/04/2019 20:19

temos que privatizar colocar pedágios e munidos de balanças para ter conservação das mesmas

Kkkkkkkkkkl

12/04/2019 20:17

Mais não precisa nem ser especialista no assunto pra ver o descaso do governo e dos demais admiradores do estado e município com a população eles deveriam ter vergonha na cara na hora de pedir voto. Tudo um bando de inútil sustentado pelo povo

Jovem?

12/04/2019 19:33

Estão é uma m..... mesmo. Quanto de imposto gerado na região é investido de volta na região...?????

Professora

12/04/2019 17:46

SENHOR JESUS, proteja os motoristas. AMÉM

MOTORISTA

12/04/2019 16:54

MAS...VÃO FAZER ALGUMA COISA? QUE ESTÃO PÉSSIMAS E QUASE INTRANSITÁVEIS TODOS SABEMOS. PRECISAMOS DE AÇÃO!

Deixe seu comentário