Salários

Vereadores aprovam reposições para servidores públicos

Índices de 4,30% e 4,61% foram aprovados durante sessão desta segunda-feira

A Câmara Municipal de Caçador aprovou, em primeira votação nesta segunda-feira (15), três projetos de leis que dispõem sobre a concessão de revisão geral anual aos servidores públicos da Prefeitura Municipal, da Câmara de Vereadores e dos agentes comunitários de saúde. 

Para os servidores da Prefeitura o projeto aprovado prevê a reposição salarial de 4,30%, retroativos a abril deste ano, com previsão de outros 4% a serem repassados através de novo projeto de lei a partir de 1º de novembro de 2019.  Com isso, fica fixado o piso salarial dos Servidores Públicos Municipais de Caçador em R$ 1.098,87 a contar de 1º de abril de 2019.

Para os servidores da Câmara Municipal, o índice também será de 4,30% a partir de 1º de abril.

Por fim, os vereadores aprovaram a revisão salarial para os agentes comunitários de saúde, de acordo com o artigo 9° da Lei Complementar nº 222, de 17 de agosto de 2011, que dispõe sobre a criação de empregos públicos para execução dos Programas Estratégia Saúde da Família (ESF), Agentes Comunitários de Saúde (EACS), Programa Equipe de Saúde Bucal, e dá outras providências. O percentual da revisão geral a ser repassado segue o índice de reajuste do salário mínimo nacional e será de 4,61%.

Aos demais servidores ocupantes de empregos públicos criados pela referida Lei, será assegurada revisão geral anual da remuneração na mesma data e índices dos demais servidores do Quadro de Pessoal da Administração Municipal.

Vale ressaltar que para a reposição dos servidores da Prefeitura e Câmara, os números são calculados a partir doÍndice Geral de Preços Médio (IGPM), fornecido pela Fundação Getúlio Vargas, dos últimos 12 meses (abril de 2018 a março de 2019).

As matérias seguem para segunda votação nesta terça-feira (16).



Comentários (5)

Advogado

16/04/2019 07:11

O IGPM foi de 8,3%, o correto, o justo e o legal era a prefeitura dar os 8,3% de reposição em Abril, que e´ a data base! a prefeitura tem caixa para isso, está provado, a receita aumentou, os vereadores Lilo e Rubiano apresentaram os dados, mas para poder acomodar mais cabides e manter os sanguessugar lá dentro, vai dar só 4,3% agora e os outros 4% só em Novembro!!! Novembro, são 7 meses depois e sem pagar juros e correções. Por isso, os servidores devem entrar na justiça contra a prefeitura que a causa é ganha. Dizer que está no limite prudencial é balela, pois não tomaram nenhuma medida de gestão para cortar gastos supérfluos como prevê a lei de responsabilidade fiscal. E tem mais, está indo um pacote de novas contratações para a Câmara. Me admira a vereadora que é servidora não falar nada sobre o assunto, assim como o vereador do PDT.

Tábata

15/04/2019 23:37

qUERIA SABER DO EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLÉIA DO SINDICATO? QUERIA SABER QUANDO ACONTECEU A REUNIÃO SECRETA? QUERIA SABER COM O SINDICATO ACEITA PROPOSTA QUE O SERVIDOR VAI PERDER 7 MESES DE REPOSIÇÃO? QUEM VAI ARCAR COM O PREJUÍZO???

Vai para LEI

15/04/2019 23:26

Só esperando para entrar na justiça e pedir o que é de direito nosso com juros, correções e que se desmantele esses conchavos de sindidicato e patrão que sempre faz o empregado perder.

servidora

15/04/2019 23:22

É uma vergonha o que o sindicado e a prefeitura estão fazendo!!! parcelar a reposição salarial com 4% para receber só em Novembro de 2019, sem nada de juros e correções? isso é humilhante!!! uma vergonha!!! a prefeitura lotada de cabides de emprego, cada sala explodindo de gente comissionada, a receita aumentou e ai os caras vem inventar que esta´em dificuldade financeira??? não engana ninguém esse conto do vigário.

ze pimenta

15/04/2019 22:30

e no calmon 4 ano e nada

Deixe seu comentário