Ex-campeão

Júnior Cigano sonha em reconquistar o cinturão dos pesos-pesados

O caçadorense vai enfrentar o Francis Ngannou no dia 6 de julho, no UFC 239

Júnior 'Cigano' perdeu o título do UFC em dezembro de 2012. Mas, apesar de já terem se passado mais de seis anos desde a decisão unânime em favor de Cain Velasquez, o brasileiro ainda tem aquele momento na cabeça. Em entrevista ao site 'MMA Junkie', o ex-campeão dos pesados afirmou que reconquistar o cinturão vai provar ao mundo que suas derrotas foram apenas lapsos em uma carreira vitoriosa.

O atleta da American Top Team disse ter certeza de que é o melhor peso-pesado em atividade e que tem as credenciais para voltar a reinar na categoria. 'Cigano' alternou vitórias e derrotas entre a primeira derrota para Velasquez até 2018, quando iniciou a sequência de três triunfos.

"Para mim, é muito importante. Não só ser campeão e viver aquele momento incrível de se tornar campeão. Mas também para certificar que tudo o que aconteceu no passado foram erros. Tenho tudo o que é preciso para ser campeão e me manter lá por um longo tempo. Todos esses caras não são melhores do que eu. Eles são duros, respeito todos eles, mas estou aqui para ser o campeão, e tenho tudo o que é preciso para ser o campeão. Ser campeão de novo vai mostrar a todos que o que aconteceu no passado foi apenas um erro. Apenas uma falta de atenção minha", declarou.

As três vitórias seguidas de Júnior o elevaram à terceira posição no ranking dos pesados do UFC. Ele triunfou sobre Blagoy Ivanov, em julho de 2018, Tai Tuivasa, em dezembro do mesmo ano, e Derrick Lewis, no mês passado. 'Cigano' vai enfrentar Francis Ngannou no dia 6 de julho, no UFC 239.

Ngannou, de 32 anos, foi desafiante ao título dos pesados em 2018, quando foi derrotado por Stipe Miocic em decisão unânime dos juízes. Após a derrota, Francis atuou por mais três vezes pela organização, somando duas vitórias e uma derrota.



Comentários (0)


Deixe seu comentário