Ordem judicial

Polícia Federal apreende documentos na Prefeitura de General Carneiro

Estão sendo investigadas supostas irregularidades em processos licitatórios

Agentes da Polícia Federal cumpriram um mandado de busca e apreensão na manhã desta quarta-feira, 24, na Prefeitura de General Carneiro. Os alvos são documentações da gestão 2005/2008 a fim de apurar supostas irregularidades em processos licitatórios.


Foto: Rádio Colmeia

Segundo a PF, foram apreendidos processos relacionados a compras feitas de forma ilegal, com dispensa de licitação. Os pagamentos suspeitos chegam a R$ 360 mil e têm como origem o Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb).

O caso é investigado desde fevereiro de 2015. O mandado cumprido nesta quarta-feira foi expedido pela 1ª Vara Federal de União da Vitória.

A reportagem do Canal 4 TV entrou em contato com o ex-prefeito de General Carneiro, Joares Martins Ferreira, o qual disse estar surpreso com a notícia. “Na época, foram averiguadas todas essas documentações e não tenho nada a temer e nem esconder”, disse ele, que completou, “quando entrei na prefeitura eu tinha certo patrimônio e hoje não tenho nem a metade do que tinha antes. Se tivesse roubado algo não seria assim, hoje não tenho nem um carro bom para andar“, ressaltou.

O ex-prefeito considerou tudo uma manobra política. “Acredito que isso tem um viés político. Acham que eu vou ser candidato e tem que me tirar do páreo” apontou ele que ainda disse, “a população me conhece, sabe quem sou, sempre procurei ajudar as pessoas, fazer o melhor pelo meu município”, falou.

Por meio de nota, a Prefeitura de General Carneiro afirma que os fatos investigados aconteceram entre 2005 e 2008, durante a gestão anterior. A administração diz, ainda, que “facilitou o acesso aos documentos solicitados”.



Comentários (0)


Deixe seu comentário