Pobreza

Deputado Cobalchini lança Frente para combater as desigualdades regionais

Em 118 municípios de SC de 15% a 90% da população recebe até um salário mínimo

Em 118 municípios de Santa Catarina, de 15% a 90% da população recebe até um salário mínimo. Esse número representa uma parcela significativa dos catarinenses, que está na linha da pobreza. Diante disso, o deputado estadual Valdir Cobalchini, lançou na terça-feira, 23, uma Frente Parlamentar de combate as Desigualdades Regionais. A frente pretende fazer com que o Governo inclua no Plano Plurianual (PPA) recursos destinados a essas cidades. 

“É de fundamental importância que seja incluído no Plano Plurianual (PPA) ações de Governo que possam agir efetivamente em combate as desigualdades as regiões menos favorecidas, como também terem uma parcela do orçamento do Estado, e benefícios fiscais como forma de atrativo para receber investimentos privados, instalação de novas empresas e ampliação de empresas existentes”, destacou Cobalchini durante o lançamento da frente.

Pelo levantamento apresentado por Cobalchini, em Santa Catarina há 745.279 pessoas que ganham menos de um salário mínimo, cerca de 600 mil pessoas sobrevivem graças ao Bolsa Família e as regiões aonde há mais percentuais de pessoas nesta situação estão localizadas no Extremo-Oeste, Planalto Serrano, Meio Oeste e Planalto Norte. Os municípios que mais precisam de apoio do Estado são Entre Rios, Timbó Grande, Ipuaçu, Anita Garibaldi e Calmon, entre outros.

Os números apresentados pelo parlamentar foram copilados a partir de dados fornecidos pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), Secretaria de Estado do Planejamento, Secretária de Desenvolvimento Econômico Sustentável, Secretária de Desenvolvimento Social e Federação Catarinense de Municípios (Fecam).



Comentários (0)


Deixe seu comentário