Quilometragem

Vistoria do hodômetro passa a ser obrigatória na transferência de veículos

Delegado diz que o objetivo é coibir a prática de adulteração do equipamento

O Departamento Estadual de Trânsito (Detran/SC) publicou, nesta semana, uma portaria que torna obrigatória a aferição do hodômetro (marcador de quilometragem dos veículos) em todos os processos de transferência em Santa Catarina.

Conforme explica o delegado regional Fabiano Locatelli, de Caçador, a medida visa inibir a adulteração desse equipamento, que é uma prática ilícita e abusiva bastante comum no mercado de veículos automotores.

"O hodômetro influencia vários aspectos dentro do mercado automobilístico. Com essa nova rotina implantada, o Detran busca resguardar os direitos dos consumidores catarinenses", comenta.

Locatelli alerta que a adulteração deste equipamento é considerado crime, podendo o responsável ser indiciado por estelionato e outros delitos.

"Sendo constatada qualquer irregularidade ou indício de adulteração do hodômetro durante o processo de vistoria de transferência, a empresa credenciada tem por obrigação comunicar a Polícia Civil, que então adotará as providências pertinentes, como apreensão do veículo e responsabilização do proprietário", finaliza.

Saiba mais

Usados para medir a quilometragem, os hodômetros ficam localizados no painel do automóvel ou da moto. Apesar de ser considerada pela justiça um crime, muitas pessoas continuam usando da prática para obter vantagem sobre o valor do bem. Isso acontece porque, quanto maior for a quilometragem, menos valorizado será o veículo.

Hoje, com o crescimento da tecnologia e hodômetros digitais, há como saber se o lacre foi rompido, se a centralina foi “resetada” e se o procedimento deixou vestígio.

Em caso de dúvidas, convém pedir a opinião de técnicos, mecânicos ou inclusive do fabricante. Dá para mudar o hodômetro, mas a informação da quilometragem real do carro nunca pode ser apagada. Uma visita à concessionária já mostra a quilometragem real do veículo.



Comentários (5)

eu

16/05/2019 08:53

e pra qm tem o carro a bastante tempo e numa possivel venda dar adulteracao?salvo q foi feito com outros donos?

Ao munícipe

15/05/2019 23:37

Ótima colocação. Aí q está o problema! Só quero ver a bagunça.

Homem do Cáucaso

15/05/2019 22:47

Melhor constar a leitura do hodômetro no prontuário, a cada transferência. Assim é possível saber quem fraudou.

Bilontra

15/05/2019 22:43

Constatei que os km tinham sido baixados depois que comprei. Acho que vou mandar aumentar os km de novo. Eu só me ferro mesmo. Melhor vender pro mesmo picareta por metade do valor. E que prendam metade da cidade. Tropa de ladrão ...

Munícipe

15/05/2019 16:35

Ótima notícia, porém o problema é que geralmente essa vistoria é feita depois que a compra do carro já foi concluída. Nessa caso o financiamento já vai estar feito. Dai qual vai ser o procedimento?

Deixe seu comentário