Tribunal do Júri

Jovem é condenado a 6 anos de prisão por tentativa de homicídio

Para o Ministério Público, a pena ficou abaixo do esperado em virtude da violência

O Tribunal do Júri da comarca de Caçador condenou nesta quinta-feira, 23, Júlio Cesar dos Santos, de 21 anos, por uma tentativa de homicídio ocorrida em março do ano passado. A pena foi fixada em 6 anos de reclusão, devendo ser cumprida em regime inicialmente fechado.


Julio Cesar dos Santos

Júlio Cesar foi acusado de atentar contra a vida de Diego Schneider, de 27 anos. O crime ocorreu no dia 24 de março de 2018, na rua José Nacle David, no bairro Bello. A vítima foi socorrida e sobreviveu.

Conforme a denúncia narrada pela promotora Daniele Diamante, o réu Júlio Cezar e um adolescente foram os autores das agressões. Para o Ministério Público, a pena de 6 anos ficou abaixo do esperado em virtude da violência praticada.

“Mesmo a vítima estando inconsciente, eles continuaram as agressões. A vítima foi arrastada e colocada no porta-malas de um carro, sendo deixada em um local ermo. Existiam marcas de respingos de sangue no carro que comprovam isso”, relata.

Já a defesa tratou o crime como uma lesão corporal. A argumentação sustentada pela defensora pública Elaine Caroline Masnik foi de que não havia provas para uma condenação por tentativa homicídio. Os jurados, porém, não acolheram essa tese.

No final, a maioria dos jurados entenderam que Júlio Cézar tentou matar a vítima. Ele foi condenado pelo crime com duas qualificadoras (motivo fútil e recurso que dificultou a defesa da vítima), porém foi absolvido da acusação de corrupção de menores.

O júri popular iniciou por volta das 9h e terminou às 19h10 com a leitura da sentença pronunciada pelo juiz Gilberto Kilian dos Anjos, presidente da sessão do júri.

O adolescente acusado de ter participação no crime será julgado pelo juízo da Vara da Infância de Juventude.

Júlio Cesar, no entanto, volta ao Presídio após a condenação. Ele responde por outro crime de tentativa de homicídio ocorrido em 2017 e poderá ser levado a novo júri popular.



Comentários (2)

Para o Leitor

24/05/2019 11:29

Lei é lei meu querido, se um pai de família roubasse um frango , nem que fosse para sustentar seus filhos isso continua sendo crime. Certo que a justiça as vezes não é igualitária mas certo é certo, errado é errado...

Leitor

24/05/2019 08:33

Agora se fosse um pai de família que roubasse um frango pra sustentar os filhos, esse sim apodreceria na cadeia....Justiça no Brasil só tende a piorar.

Deixe seu comentário