Junior Cigano

"Quero parabenizá-lo por saber aproveitar meu erro"

O catarinense revela não ter seguido a estratégia traçada por sua equipe

A derrota mais rápida da carreira, em apenas 1m11s de luta, calou fundo em Junior Cigano. O brasileiro, que foi derrotado por Francis Ngannou na luta principal do UFC Minneapolis, no último sábado, analisou o combate na entrevista coletiva após o evento, e assumiu não ter seguido a estratégia traçada por sua equipe. Com muita sinceridade, Cigano disse que sentiu que deu de presente a vitória ao camaronês.

"É difícil dizer... Eu sei que ele tem muita força. Ele acertou o golpe e acabou. Fui mais uma vítima dessa força. Na verdade, é um grande erro achar que você sabe tudo o que vai acontecer na luta. Ninguém sabe o que vai acontecer em uma luta. Esse esporte é o mais duro do mundo, especialmente o peso-pesado. Não posso dizer que a força dele me surpreendeu, e não quero tirar o mérito dele, mas eu dei essa vitória a ele quando joguei aquele overhand e fiquei próximo a ele. Eu dei a ele a chance de contra-golpear por cima do meu soco. É o que ele sempre faz. Sempre que você erra um golpe contra ele, ele contra-golpeia imediatamente. Foi o mesmo erro que eu cometi na minha última luta contra Derrick Lewis, mas nela eu consegui me recuperar e vencer. Hoje não foi assim. E esse cara, quando acerta um golpe, a luta acaba. Não segui o que estava planejado para eu fazer. O plano era me mexer e acertar socos retos para manter a distância, principalmente no começo", disse.

O brasileiro disse que estava se sentindo bem na luta, se movimentando bem, e lamentou ter pago um preço alto demais por ter abandonado o plano de luta ao ver uma oportunidade de aplicar um golpe fora do que havia sido pensado.

"É mais uma experiência que estou vivendo, que certamente vai acrescentar muito à minha carreira. Eu estou aqui há tanto tempo. Desde a minha estreia, em 2008, eu estou no topo dessa categoria, e já enfrentei muitos adversários. Essa categoria é muito perigosa, principalmente Francis Ngannou. Ele é diferente, é muito forte. Se eu tivesse seguido a estratégia com mais atenção, acho que teria ido bem. Eu estava me sentindo bem, estava lutando bem, meus socos e chutes estavam entrando. Então por que jogar o overhand de direita? Eu deveria ter usado os golpes retos. Talvez jabs e cruzados tivessem sido melhores opções. Mas quando você vê uma oportunidade, você vai faminto atrás dela, e às vezes você paga um preço alto por ela", acrescentou.

Cigano também falou sobre o que ele e Ngannou conversaram no centro do octógono após a luta. O brasileiro fez questão de elogiar a postura do rival ao tentar explicar tudo o que falou nas semanas que antecederam o evento.

"Ele falou algo sobre o que ele disse antes, sobre família e coisas assim. Ele tentou explicar o que ele disse. Ele é um cara legal, e quando falou coisas idiotas, foi porque alguém o mandou falar aquilo. Foi legal da parte dele falar comigo. Francis mereceu essa vitória, é um excelente representante dessa categoria. Um cara grande e muito forte. Ele é um cara que eu adoro ver lutar. Para falar a verdade, mal posso esperar para enfrentá-lo novamente".

Perguntado sobre o que estava planejando para o futuro após a derrota, o brasileiro disse que continua com a intenção de fazer três lutas em 2019. Para Cigano, os planos de disputar o cinturão não estão descartados, apenas adiados.

"Não acho que essa derrota tenha me tirado dessa posição. Às vezes você ganha, e às vezes você perde. Dou os parabéns a Francis Ngannou, e vou trabalhar muito para enfrentá-lo novamente. Como a derrota não estava nos meus planos, então não sei o que pensar daqui para frente. Mas é muito difícil chegar ao topo dessa categoria e, às vezes, de repente, tudo desaparece da sua frente. Mas eu vou voltar a ao topo. Eu sei como fazer, e vou fazer. Meu plano ainda é fazer três lutas no ano. Lutar é uma espécie de remédio para a derrota. Quanto antes eu voltar para casa, pensar no que aconteceu e voltar a treinar, melhor. Foi bom construir meu caminho até uma nova disputa de cinturão, ou mesmo a uma luta de boxe. Agora só vai levar mais tempo".

Mais tarde, Cigano foi ao Instagram e mandou uma mensagem aos fãs, repetindo muitas das coisas que disse na coletiva de imprensa e agradecendo pelo apoio que recebeu.



Comentários (2)

Side

01/07/2019 11:45

Ô junior pare agora. VC pode nem lembrar mais de mim.mas aqui no martelo todos lembran da turma na quadra nos sábados a tarde.tempos bons da flachedance. Então todos aqui torcem muito por VC.mas agora é hora de voltar pra casa.espero que VC receba essa mensagem.espero te ver logo aqui em caçador. Abraço amigo

Bilontra

01/07/2019 11:37

Sinto falta dos comentários do J. Cigano na SporTV. O futuro dele está na televisão. Deixa o outro lado da câmera para os especialistas...

Deixe seu comentário