Palavra Andante
S2 Compartilhe e Curta o Seu Processo ou — Cadê o fruto?
Comentários da matéria Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
Atualizado em  |  11/07/2013 13:40
Perfil
Rodrigo Espinosa Cabral
rodrigoec@gmail.com

Rodrigo Espinosa Cabral, brasileiro, vegetariano, gremista. Um pedaço de poeira cósmica que, às vezes, escreve. Palavra Andante, um passeio pelo mundo das letras.

.....................................como se sabe, estamos numa sociedade veloz...................................................

Uma cena de filme romântico (e lento) dura no máximo 4 segundos. Você pode marcar o tempo com o pé: 1, 2, 3, 4. 1, 2, 3, 4. Como se fosse música. 1, 2, 3, 4 e troca de plano (de câmera, de personagem, de ângulo, de paisagem). Um exemplo: a abertura de “Meia Noite em Paris” (2011), de Woody Allen. Se pegarmos filmes de ação ou videoclips, o corte é mais frenético. Muitas vezes com menos de um segundo para cada tomada.

foto1
clique na foto para ampliar

No mundo digital, as redes sociais não param de jorrar informação. Posts vão surgindo e descendo infinitamente pela tela. Outro dia, na simpática cidade de Calmon SC, uma criança de 2 anos engatinhou por baixo da escrivaninha e puxou o cabo de energia. Avó e mãe que de distraíam no Facebook levaram um susto:

Quélo blincá, mamãe! Quélo blincá! — disse a pequenina.

Resta saber se a menina queria brincar com a mãe ou se queria brincar no Face... :D

Então, esta sociedade rápida tende a nos deixar com pressa e ansiedade. Temos que cumprir prazos e ter agilidade. É preciso se atualizar, chegar antes no mundo real e estar presente também no virtual. Contudo, não dá para enlouquecer. As coisas têm o seu tempo. Tudo tem o seu processo. Não posso exigir da semente:

— Cadê o fruto? Vamos lá, semente! Está demorando!
Isso vale para coisas diversas como fazer feijão, pedir pizza ou dar aulas. Alunos também são pequenas sementes. Eles têm uma trajetória a cumprir e barreiras para transpor. Cabe-nos como professores ou gestores de nossas vidas saber o que, quando e como apoiar e exigir. E para exigir temos que dar suporte. A semente precisa de calor e água, para se abrir para o mundo. Precisa ser seduzida pela energia do novo, pelo mistério quente do escuro. Senão ela fica na dela. Dentro da casca.

Por isso, nos cabe prover nutrição e proteção. Estímulos. E ela vai seguir seu caminho de semente em busca de um outro mundo cheio de luz e novas aventuras. Você é assim também. E só chegou até aqui através de fantásticas trocas e processos químico-orgânicos, sócio-históricos, político-psicológicos, filosófico-esportivos, artísticos e amorosos. Respeite, curta e compartilhe o seu processo. E o dos outros. S2.

Rodrigo Espinosa Cabral


21/02/2017 11:06
A vida é massa!
Márcio Roberto Goes
11/01/2017 19:33
Seis dicas de planejamento de metas para 2017
Leila Longo Romão
11/01/2017 19:31
A volta ao varejo personalizado de nossos avós
Leila Longo Romão
06/12/2016 17:34
O ciclo da vida
Márcio Roberto Goes
23/11/2016 15:48
Invista na decoração da loja para o Natal
Leila Longo Romão