Esporte Online
Presidente se manifesta, por carta, sobre rebaixamento
Comentários da matéria Diminuir o tamanho da letraAumentar o tamanho da letra
Atualizado em  |  20/10/2014 19:12
Perfil
Caçador Online
contato@cacador.net

Denílson assumiu a responsabilidade e disse que confiou em pessoas erradas

A Caçadorense terminou a Série B do Estadual em último lugar na tabela e rebaixada para a Série C. Neste sábado, 18, na despedida em campo (empate em 1 a 1 contra o Inter de Lages), o presidente do clube, Denílson Araújo, divulgou uma carta falando sobre a situação.

foto1
clique na foto para ampliar

Denílson assumiu a responsabilidade e disse que confiou em pessoas erradas que teriam falhado na montagem do elenco. Fez críticas também à Fundação Municipal de Esportes pela falta de apoio e pela demora nas obras do estádio.

Confira na íntegra

"Caçadorense termina a serie B na última colocação e a quem devemos culpar por isso:

Eu, Denílson Araújo por ter dado carta branca a Josué Henrique Kaercher  e delegado poder a ele que também confiando trouxe aqui pessoas para sua comissão técnica desde a base e os manteve para na montagem do profissional e contrataram atletas de péssima qualidade e o que é pior sem comprometimento algum;

Eu, Denílson por ter delegado poderes e confiado em pessoas que não mereciam a nossa confiança!

Culpado sou Eu por estar sozinho e por confiar e ao mesmo não perceber que estavam usando o nosso clube como se fossem donos, se aproveitando da lisura que sempre tivemos em todos os meios e dessa usarem para extorquir pais e familiares de atletas, cobrando valores para os mesmos treinassem e jogassem no clube. E ainda assim se auto-promoverem e se beneficiarem particularmente com esses recursos, já que esses valores foram sempre depositados na conta particular desses pessoas que estiveram dentro da Caçadorense;

Eu, Denilson, por acreditar em falsos empresários que nosso departamento de futebol aqui trouxeram  como se fossem gente idôneas e dispostas ajudar;

Culpado sou Eu, Denílson Araújo, por acreditar que a Fundação de Esportes de Caçador, seria parceira e ajudaria Associação não apenas com míseros 4 mil reais, como seu próprio gestor contou aos meus colegas de imprensa como se fosse motivo de orgulho essa verdadeira esmola ao projeto social que sempre fizemos por nossa cidade, sendo que o próprio prefeito doou do seu bolso numa única oportunidade 3.200 reais para pagar a arbitragem na abertura do campeonato;

Eu sou culpado, por acreditar que a fundação de esportes antes de qualquer atitude ou ação, primeiro planejaria com quem usa o estádio e digo não apenas a Caçadorense, antes de (PASSAR ROUND UP) e matar a grama do estádio no inicio do ano, enfim que abraçaria a nossa causa e se empenharia em deixar o estádio em condições para jogar o campeonato;

Eu, por convencer um pobre e humilde empresário a plantar grama e três meses depois velo quase apanhar de seus próprios funcionários por não ter pago o salário deles, isso porque não receberá pelo plantio da fundação;

Eu, por acreditar que na magia do futebol e com a tecnologia disponível, poderíamos evitar as maldades e trambicagem que insiste em existir no futebol dentro e fora de campo;

Eu, por não aceitar suborno (pagar) pelos mesmos “profissionais” que estiveram aqui na Caçadorense e hoje agem da mesma forma em outros clubes de Santa Catarina, afim de se beneficiar para que esse ou aquele time entregasse o jogo;

Enfim o culpado sou eu Denilson Araújo por sonhar que posso contribuir com a minha cidade oferecendo-me voluntariamente para que tenhamos o futebol como uma ferramenta de inserção social e lazer para a nossa comunidade".

Leia mais: Caçadorense se despede da Série B com empate


01/09/2017 12:31
A linda e o anjo
Márcio Roberto Goes
01/09/2017 12:30
Três passos para gerenciar bem uma equipe
Leila Longo Romão
09/08/2017 18:26
Como reduzir custos na empresa sem promover demissões
Leila Longo Romão