Crônicas

Conhecer pessoas fantásticas


Um dia, um menino tímido e meio esquivo adentrou a uma sala de aula sob os olhos atentos, amorosos e cuidadosos de sua mãe. A progenitora o alfabetizara em casa, pois não teve jeito de ele ficar na sala do pré, portanto ela optou por dar-lhe as primeiras lições e, então o menino iniciou seus estudos no ano que completaria 8 anos, direto na primeira série da Escola Básica Salgado Filho, na década de 80… Desde então, o menino não arredou o pé da escola, exceto por duas vezes que desistiu de estudar, causando uma defasagem de seis anos em seu conhecimento…

Mesmo assim, conseguiu um diploma de licenciatura e, depois de especialista… Letras é sua formação acadêmica, o primeiro de cinco filhos a se formar, apesar de ser o mais novo… Há dezoito anos dedica sua vida à educação pública, o que lhe rendeu muitas vivências positivas e, outras experiências que quase o fizeram desistir da educação…

Já recebeu prêmio de professor nota dez, já foi duramente criticado e acusado de coisas que nem mesmo ele tinha conhecimento que acontecera… Viveu, caiu, levantou, venceu… Viu seus alunos viverem, caírem, levantarem, vencerem e, com eles,  viveu cada conquista, cada esperança, cada medo, cada derrota, cada vitória… Tentou fazer o melhor com amor… Assumiu cargo de gestão, foi secretário, tentou até a carreira política, mas volta e meia, seu mundo se revelava a sala de aula, lugar de onde nunca deveria ter saído…

E eis que, o menino, agora crescido, com platinado na barba e alguns fios de cabelo branco que se multiplicam feito pulgas na poeira, retorna ao melhor lugar do mundo para se conhecer pessoas fantásticas: A sala de Aula… Esteve afastado por um tempo, mas está de volta… Mais vivido, mais experiente, menos tímido, porém se mantém esquivo… O medo agora é outro:  O de ser o mesmo num mundo em constante evolução. Está rodeado de pessoas fantásticas. Tem medo de não ser fantástico para elas…

Mas, como dizem, faz seu trabalho com medo mesmo, de cabeça erguida, coração imensamente aberto e apaixonado pela educação… Mas não qualquer educação, a pública, cheia de desafios, esperanças, temores e pessoas fantásticas…

Por um momento, o menino para, olha para o céu, agradece a Deus pelo dom de ser professor e entra na sala de aula, num novo ano letivo, cheio de vontade de conhecer e conviver com novas pessoas fantásticas: Seus ecléticos alunos…

Márcio Roberto Goes

Professor, por amor

www.marciogoes.com.br


Márcio Roberto Goes

Professor de Língua Portuguesa, língua Espanhola e suas respectivas literaturas, efetivo na rede estadual de ensino de Santa Catarina, graduado em Letras pela Unc, antigo campus de Caçador e especialista em análise e produção textual pela FAVEST. Escritor, palestrante, diretor artístico e locutor da Web rádio Ativa Caçador. Membro da Academia Caçadorense de Letras e Artes.

marciogrm@yahoo.com.br